quinta-feira, 25 de agosto de 2016

7 alimentos para comer à noite que vão ajudar você a desinchar

Você está cuidando da alimentação, treinando direitinho... Mas, por alguma razão, acordou com a péssima sensação de inchaço? Relaxa, isso acontece com maioria das mulheres. Se a culpa é a desidratação, do seu ciclo menstrual ou algo que você comeu, a boa notícia é que dá para se livrar da retenção. Basta incluir alguns alimentos (poderosos!) no cardápio noturno:
1. Pimenta-caiena
Caiena, jalapeño, habanero. As pimentas aceleram o metabolismo (são termogênicas) e também oferecem antioxidantes e ação anti-inflamatória – ótimo para reduzir o inchaço. Então, aproveite a sugestão para apimentar o seu jantar.
2. Iogurte
Estimular o funcionamento do intestino é apenas um dos benefícios oferecidos ao nosso organismo pelos probióticos -- bactérias do bem (entre elas, Bifidobacterium e Lactobacillus) que são mantidas vivas durante todo o processo de digestão e, com isso, ajudam a recompor a microbiota, prevenindo infecções intestinais e reforçando as nossas defesas. Elas também ajudam a diminuir o colesterol ruim e aumentar a absorção de vitaminas do complexo B, além de amenizar os sintomas de sensibilidade à lactose. Substitua a sobremesa açucarada por uma taça de iogurte com frutas.
3. Gengibre
São duas as substâncias responsáveis pela ação termogênica dessa raiz: gingerol e sogaol. Bônus: impede a formação de gases. Pode ser consumido até por mulheres gestantes para combater o enjoo. Como usar: fresco (ralado, espremido ou em pedaço) e em pó, no molho para salada, no refogado de legumes, no suco e no chá.
4. Banana
As fibras solúveis da banana formam uma espécie de gel que preenche o estômago, espantando a fome por um bom tempo. Além disso, a fruta estimula o funcionamento do intestino e combate a ansiedade e o mau humor. É um alimento que combina doses importantes de vitamina B6 e triptofano – substâncias que, juntas, aumentam a produção de serotonina, o neurotransmissor do bem-estar. E, feliz, a gente resiste melhor aos doces. Você malha? Mais um motivo para apostar na banana. Lotada de potássio, melhora o poder de contração dos músculos, aumentando sua performance e, de quebra, a queima de calorias.
5. Limão e suco de limão
Sim, o velho truque da água de limão realmente funciona.  “O limão tem ação alcalinizante e, por isso, deixa o pH do sangue e de outros líquidos corporais menos ácidos. Isso favorece o funcionamento do metabolismo e do organismo como um todo, facilitando a perda e a manutenção do peso. O intestino também passa a funcionar a todo vapor e o fígado trabalha melhor”, ”, afirma a nutricionista Daniela Jobst, de São Paulo.
6. Alho
Ótima arma contra as células cancerígenas, ele também estimula o detox no organismo. Além disso, o alimento possui alicina, substância antifúngica que reduz o colesterol e a pressão arterial. Dica para deixá-lo mais poderoso: consuma cru.
7. Melancia e melão
Carregada de fibras e água, desincha e limpa o organismo. Para oferecer um efeito diurético ainda mais eficiente, você pode bater a fruta com as sementes e coar o suco. Já o melão é composto de 80% de água. Ou seja, hidrata mesmo quando consumido aos pedaços. Se você preferir transformá-lo em bebida vá em frente, mas evite coar para não eliminar as fibras, que garantem o poder da fruta em eliminar toxinas e a desinchar, o que ajuda muito na conquista de uma barriga mais lisinha.
Fonte: MSN

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Alimentos Antioxidantes - Chocolate Amargo 07

* Chocolate Amargo: Protege o coração e garante o bom humor, é rico em antioxidantes, melhora os níveis de colesterol, melhora o metabolismo e diminuem a fome.

Apesar de calórico e rico em gorduras, o chocolate amargo pode sim fazer parte da sua dieta, pois é rico substâncias benéficas para a saúde, como os já conhecidos antioxidantes.

Como regra geral, portanto, quanto maior o teor de cacau do chocolate, menor será a quantidade de açúcar e maiores serão seus benefícios. Uma revisão das principais pesquisas sobre os tipos e benefícios do chocolate amargo para a saúde concluiu que os chocolates com 60% e 70% de cacau são os mais indicados para consumo diário, pois contêm pouco açúcar e uma quantidade maior de antioxidantes.

 Uma porção de 25 a 30 gramas por dia é mais do que suficiente para você obter todos os benefícios do chocolate amargo sem ficar com peso na consciência e sem atrapalhar a dieta.
Fonte Mundo Boa Forma.

Eu como uma boa chocólatra amo chocolate amargo, para mim quanto mais alto o teor de cacau melhor, eu adoro os 80%.
Beijos doces.
Lunna